11 mai, 2017
Nelson Xavier e os seus principais personagens marcantes como Lampião, Chico Xavier e Ananda

nelsonxavier

Nelson Xavier fez da discrição sua maior qualidade como ator

Artista teve atuações marcantes como Lampião e Chico Xavier

Existem atores que, em cena, sentem a necessidade de alterar o tom de voz, arregalar os olhos, exagerar nas expressões, ofuscar os colegas. E há aqueles que transmitem os mais intensos sentimentos com sutileza e elegância – Nelson Xavier foi um mestre entre eles.

O ator paulistano morreu aos 75 anos, em Uberlândia (MG), em decorrência de um câncer de próstata diagnosticado em 2004. Considerado um dos maiores artistas do País, tinha quase 60 anos de carreira.

Adolescente apaixonado por cinema mudo, trabalhou quase uma década nas telonas antes de estrear na teledramaturgia, em 1969. Por pressão da família, cursou Direito, e foi se aprimorar como ator na EAD, a renomada Escola de Arte Dramática da USP.

Na TV, seu trabalho com maior repercussão – inclusive com reconhecimento internacional – foi na minissérie ‘Lampião e Maria Bonita’, ao lado de Tânia Alves, na Globo, em 1982. Vendida a outros países, como Itália e Portugal, é considerada uma das melhores produções históricas da televisão brasileira.

Na pele do lendário cangaceiro, Nelson Xavier apresentou uma interpretação magnífica, emprestando delicadeza e lirismo a um personagem tão controverso.

Outro sucesso foi como o Delegado Queiroz, em ‘Pedra Sobre Pedra’, de 1992, fazendo comédia com a parceira de cena Arlete Salles (Francisquinha).

Em 2010, Nelson Xavier interpretou Chico Xavier no filme homônimo, exibido na Globo como minissérie, em quatro episódios.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>