2 fev, 2018
Música “Que tiro foi esse” não poderá ser tocada no Carnaval de Joaquim Gomes

Pedido para proibição partiu da Polícia Militar e foi acatado pelo município; para a polícia, canção de Jojo Todynho incita a violência

TNM/Por Larissa Gomes | Portal Gazetaweb.com   
FOTO: Divulgação

Música de Jojo Toddynho não poderá ser tocada em Joaquim Gomes neste carnaval

A música que é o hit do verão e – consequentemente – do Carnaval não será tocada no município de Joaquim Gomes, no interior de Alagoas, durante a Festa de Momo. A decisão de proibir que a música “Que tiro foi esse”, de Jojo Toddynho, animasse os foliões da cidade foi adotada esta semana durante reunião entre representantes de blocos, conselheiros tutelares e prefeitura, após um pedido da Polícia Militar.De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Joaquim Gomes, o pedido para a proibição partiu do capitão Queiroz, da PM, que atua na região e alegou que a música dificultaria o trabalho dos militares durante a passagem dos blocos carnavalescos.

De acordo com o secretário de Cultura de Joaquim Gomes, Sandoval Gomes, a justificativa para o pedido é o fato de a música reproduzir sons de tiros, o que poderia, em algumas situações, deixar a população em pânico, dificultando o trabalho policial.

A fiscalização e a notificação serão feitas pela própria Polícia Militar, mas a punição para quem descumprir a determinação ainda não foi definida.

TAC

Além da música “Que Tiro Foi Esse”, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público Estadual (MPE) e as prefeituras de Joaquim Gomes e Novo Lino proibiu a veiculação de qualquer música que faça apologia à violência e ao racismo, além daquelas que, de alguma forma, denigrem a imagem da mulher.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>