5 mai, 2018
Pornô em 3D vira febre no PlayStation 4 e no Xbox One

untitledO uso dos consoles para entretenimento adulto cresceu tanto que muita gente já chama suas máquinas de PornStation 4 e Sexbox One.

Fernando Souza Filho

TNM/Por Fernando Souza Filho

O hype em torno dos lançamentos do PlayStation 4 e do Xbox One não movimentou apenas a indústria convencional dos games: o mundo do pornô continua comemorando os lucros trazidos com a nova geração de consoles, mesmo após cinco anos de seus lançamentos originais. Seja com jogos de conteúdo adulto ou no aluguel de filmes, os consoles já se tornaram o meio favorito dos fãs do gênero.

Você conhece o Sexbox One? É uma montagem, mas sabendo procurar... Foto: Reprodução
Você conhece o Sexbox One? É uma montagem, mas sabendo procurar…

Assim como Netflix e Amazon Prime se tornaram ótimas opções para ver filmes no PS4 e no Xbox One, o SugarInstant (antigo SugarDVD) se tornou uma verdadeira mania para os fãs de conteúdo adulto. O serviço funciona nas duas plataformas, mas os donos do console da Sony assistem três vezes mais filmes pornôs do que os do console da Microsoft, segundo estudo divulgado em 2015. A título de estatísticas, ainda segundo pesquisa da empresa entre seus clientes, os fãs de Xbox gostam mais de filmes com bumbuns, enquanto os do PlayStation preferem os filmes ditos “amadores”.

O SugarInstant começou seu negócio alugando DVDs eróticos, que eram entregues na casa do cliente, mais ou menos como a NetMovies fez no Brasil por alguns anos. Com o crescimento dos serviços online, ele agora cobra uma mensalidade e oferece streaming ilimitado de filmes, que podem ser assistidos através de aplicativo próprio nos consoles de games. E em ambos consoles o filme Cream Plosions 2 foi recordista de acessos: é um dos mais assistidos de todos os tempos.

O uso dos consoles para entretenimento adulto cresceu tanto na nova geração que muita gente já chama suas máquinas de PornStation 4 e Sexbox One. Mas algumas particularidades mexem com a imaginação dos clientes.

Briana Banks, uma das favoritas do SugarInstant Foto: SugarInstant | Reprodução
Briana Banks, uma das favoritas do SugarInstant

O Xbox One interage de maneira tão completa com o Kinect (quem disse que ele não servia pra nada?) que é possível navegar pelos menus, acessar jogos e até participar da ação sem usar as mãos. Só por conta disso, ele seria teoricamente a escolha número um para os fãs de conteúdo erótico. Mas não é bem assim: muita gente não confia no que o Kinect envia online para os servidores da Microsoft e o medo de uma situação constrangedora é mais forte do que a vontade de ver Cream Plosions 2 pela milésima vez seguida.

Se o Xbox One tem o Kinect com altos e baixos para o erotismo, o PS4 tem o PS Move como acessório ideal, tornando-se um best-seller em países que tradicionalmente consomem muito conteúdo erótico, especialmente na Europa.

Mas nem a paranóia de estar sendo observado pelos espiões do governo arrefece o ânimo dos pornofãs do Kinect: há até artistas que se especializaram em fazer filmes pornôs com o acessório do Xbox One. Alejandro Gomez-Arias é um desses caras.

Intitulado Love is All, o filme de Alejandro faz sucesso entre os proprietários do Xbox One por ter sido gravado com a câmera de infravermelho do Kinect, inclusive com uso dos sensores de profundidade do equipamento. Depois de filmado, o material recebe efeitos especiais e permite uma aproximação em 3D nas cenas mais quentes, sem que o câmera precise ficar cutucando as atrizes quando vai dar um close mais ousado.

“Eu queria gestos, movimentos e relações que fossem bem reais, mas não encontrei atores que quisesse fazê-lo, por isso, decidir fazer eu mesmo”, disse Alejandro ao periódico nova-iorquino Animal NY.

E é nesse pique do DIY (Do It Yourself) que filmes como Monsters of Jizz fazem sucesso, ainda que muitos jurem que imaginavam se tratar de um novo game do Suda51.

Kirsten Price (direita) com Nikki Benz: pioneirismo com o Kinect Foto: Pounding Pink / Divulgação
Kirsten Price (direita) com Nikki Benz: pioneirismo com o Kinect

A atriz pornô Kirsten Price, que já contracenou com a lenda viva Ron Jeremy, foi uma das primeiras a testar o Kinect como “mídia” para tentar burlar o filtro de nudez do sistema: ela aprovou o resultado e rumores dão conta de que uma película “especializada” é esperada para breve.

Muitos desses “filmes” recebem alguns códigos de programação e se transformam em games bem simples, que se limitam a permitir que você use o Kinect para acariciar as atrizes.

Então, não vamos ser hipócritas: os novos consoles trazem features fantásticas para quem joga, mas também se tornaram uma maneira segura, rápida e divertida de consumir conteúdo erótico, a ponto de movimentarem um mercado sempre ávido por novas tecnologias que tragam mais lucros.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>