Lisa Gabriela/ CadaMinuto 0898abcf a6c6 4776 bfd5 d0a60a19aecc Governador Renan Filho
No dia 18 de abril deste ano, a Assomal havia ingressado com uma Ação Direta contra o programa, afirmando que os seus integrantes vinham exercendo atividades exclusivas da polícia ostensiva.

“Eu sugeriria que antes de mover essa ação de inconstitucionalidade, houvesse tido uma pesquisa nas regiões em que o programa atua. O Ronda no Bairro não é inconstitucional. Eu acredito que temos que ter ideias novas para problemas velhos, e que se a Justiça decidir pela inconstitucionalidade, estará decidindo contra o povo. O que a população quer é a presença da polícia nas ruas” explicou Renan.

De acordo com a Associação dos Oficiais Militares de Alagoas, a decisão foi deliberada em uma assembleia realizada pela categoria em janeiro. O órgão busca a guarida legal da atividade da Polícia Militar em Alagoas e a garantia do direito do cidadão de somente ser abordado ou ter seu direito individual limitado pelos órgãos competentes.

A Assomal alega que os integrantes do Ronda no Bairro vêm exercendo atividades exclusivas da polícia ostensiva, realizando abordagens, usando uniforme com brasão da PM e utilizando equipamentos, armamentos e ônibus da polícia.

Negociação com policiais militares

Sobre o aumento salarial solicitado pelos policiais militares do estado, o governador informou que vem mantendo uma boa relação com a PM, e que o aumento oferecido, de 12%, é o maior de todas as regiões do Nordeste. Segundo ele, um denominador em comum está sendo buscado por ambas as partes.

“A relação com os policiais militares está excelente, e Alagoas é único estado que está conseguindo corresponder às expectativas dos servidores. Iremos seguir negociando por que eu acredito muito na resolução. As negociações estão funcionando para que seja encontrado um denominador em comum” explicou.

Inauguração das Delegacias de Homicídios e de Combate ao Narcotráfico

Nesta segunda-feira (14), duas divisões da Polícia Civil que tem sido importantes no combate ao crime no Estado – a Delegacia de Homicídios e a de Narcotráfico – ganharam um novo prédio.

O governador Renan Filho, o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, e o Delegado-Geral, Paulo Cerqueira, inauguraram o novo Complexo de Delegacias – Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Delegacia de Narcóticos (Dnarc), que ficará localizado na Rua Doutor Osvaldo Cruz, na Chã de Bebedouro.

Segundo informações, o novo complexo tem uma área 1.537,20 m² e foram investidos R$ 6.360.000,00 milhões de recursos do Tesouro Estadual. As obras foram iniciadas em agosto do ano passado e geraram 85 empregos diretos e outros 26 indiretos.

Segundo o Delegado-Geral, Paulo Cerqueira, a construção oferece dignidade aos policiais civis do estado. “O governador Renan Filho provou que o maior problema do Brasil é a falta de administração pública. Em todos os municípios de Alagoas houve queda nos índices de violência. Com esse prédio recuperamos a certeza de que a dignidade dos policiais, que passam o dia no trabalho, está sendo reavivada” afirmou.

*Estagiária