27 out, 2018
Por ora, CBF não vê chance de amistoso da Seleção no Brasil
 untitled
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

“Sempre foi um sonho meu. Mas o que podemos fazer?”, disse Tite sobre atuar como treinador do Brasil no Maracanã

  • Silvio Barsetti
TNM/Por Silvio Barsetti

No pós-Copa, a Seleção já fez quatro amistosos (dois nos EUA e dois na Arábia Saudita) e se prepara agora para disputar mais duas partidas em novembro (na Inglaterra). Depois, só deve voltar a jogar em março, novamente fora do Brasil. Essa é uma realidade que já afeta faz anos a relação da torcida com a Seleção. Pelo jeito, não tem solução a curto ou médio prazo.

Seleção Brasileira em amistoso contra o Estados Unidos
Seleção Brasileira em amistoso contra o Estados Unidos

Foto: Igor Castro/Agência I7 / Gazeta Press

A própria comissão técnica da Seleção, comandada por Tite, tem dificuldade de lidar com isso. Nesta sexta (26), o técnico lamentou que nunca teve a oportunidade de jogar ou de atuar como treinador do Brasil no Maracanã.

Publicidade

Rewind 10 Seconds
Next Up

Loading ad

Live
00:00
00:00
00:00
Closed Captions
Settings
Fullscreen

“Sempre foi um sonho meu. Mas o que podemos fazer?”, disse Tite, durante entrevista na sede da CBF, no Rio, onde divulgou a lista dos 23 convocados para os jogos com Uruguai e Camarões.

A definição do local dos amistosos, segundo o coordenador da equipe, Edu Gaspar, é fundamentada na logística, a fim de evitar que os jogadores sofram muitos desgastes com as viagens. Isso justifica a marcação dos dois proximos compromissos para a Inglaterra – considerando-se que 90% do grupo atua em clubes europeus.

Mas, deixa no ar pelo menos uma indagação: por que então levar o time para a Arábia ou Estados Unidos? A resposta pode explicar, em parte, essas anomalias. A CBF dá total carta branca à empresa ISE que, por contrato, tem autonomia até 2022 para escolher adversários e os países dos jogos. E a ISE é uma empresa saudita.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>