7 nov, 2018
Lista para ocupar cargo de procurador-geral de Justiça de AL tem apenas um nome

gaspardemendoncaAtual chefe do Ministério Público Estadual foi o único a se candidatar e deve ser reconduzido ao cargo

 TNM/Por Jamylle Bezerra | Portal Gazetaweb.com   

Alfredo Gaspar é o único a compor lista de candidatos ao cargo de procurador-geral

O Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (7) trouxe a ata de homologação das inscrições dos candidatos que pretendem formar a lista tríplice para nomeação do procurador-geral de Justiça do Ministério Público Estadual (MPE/AL), que deve assumir o cargo pelo biênio 2019/2020. Conforme a publicação, apenas o atual ocupante da função, o promotor Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, se inscreveu para tentar a reeleição. Ele deve ser reconduzido pelos colegas à cadeira de chefe do MPE.

Promotores de Justiça que compõem a comissão eleitoral se reuniram para analisar os processos dos candidatos inscritos, com o objetivo formar a lista tríplice para nomeação do novo procurador-geral. Se depararam, porém, com apenas uma inscrição, tendo em vista que nenhuma outra pessoa demonstrou interesse em ocupar o cargo.

Agora, com a publicação da ata no Diário Oficial, fica aberto o prazo de 24 horas para que qualquer membro da instituição possa formular as impugnações que entender serem necessárias.

A ata é assinada pelos seguintes membros da comissão eleitoral: Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, presidente; Isaac Sandes Dias, secretário; Almir José Crescêncio, membro da Comissão; e Luciano Romero da Matta Monteiro, membro da Comissão.

Histórico

Alfredo Gaspar de Mendonça Neto foi eleito, em novembro de 2016, o procurador-geral de Justiça de Alagoas, em substituição ao procurador Sérgio Jucá. Alfredo é formado em Direito e pós-graduado em Direito Público e atuou como promotor de Justiça em cidades do interior de Alagoas, além de ter exercido seu ofício em várias promotorias especializadas da capital e nos gabinetes da Procuradoria-Geral de Justiça e da Corregedoria Geral.

Também foi secretário de Segurança Pública de Alagoas no início do primeiro mandato de Renan Filho (MDB), cargo que teve que deixar por não ser compatível com o cargo de promotor do MPE/AL.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>