12 abr, 2019
Semana Santa está chegando; confira programação completa aqui!

ESPECIAL

Encenação da Paixão de Cristo

FOTO: Divulgação

TNM/Por Jobison Barros | Portal Gazetaweb.com   

Semana Santa ou Semana Maior. Um tempo em que os cristãos param para refletir ainda mais sobre a vida e morte de Cristo, Aquele que sofreu, morreu e ressuscitou pela humanidade. A Arquidiocese de Maceió já se organiza para este tempo sagrado com uma programação voltada para procissões, adorações, celebrações eucarísticas e o silêncio, como ponto relevante na expectativa da Ressurreição de Jesus Cristo.

A Gazetaweb conversou com o padre Rodrigo Rios. Conforme ressaltou o sacerdote, cada dia da Semana Santa tem uma atividade especial, abrindo com o Domingo de Ramos, o dia em que é celebrado o momento de Jesus entrando em Jerusalém, onde seria crucificado. Na celebração, os fiéis participam do evangelho da narrativa da Paixão, que conta como foi a morte de Cristo.

O sacerdote explica que a segunda, terça e quarta-feiras contemplam atividades que variam de paróquia para paróquia, muitas delas atividades devocionais, como a oração da Coroa das Sete Dores de Nossa Senhora, Procissão do Encontro do Senhor dos Passos com Nossa Senhora das Dores e o Ofício das trevas.

“Em seguida, temos o momento ápice da Semana Santa: o tríduo pascal. Na quinta-feira, ocorre a missa dos Santos Óleos, em que o arcebispo consagra os óleos utilizados nos sacramentos do Batismo, Crisma e Unção dos Enfermos. À noite, temos a celebração da missa, que é chamada de Santa Ceia e Lava-Pés. Foi neste dia em que Jesus instituiu a Eucaristia, a primeira missa celebrada por Ele com seus apóstolos. A gente chama de Lava-Pés porque o Evangelho de João retrata o gesto de humildade de Cristo, que se fez servo diante dos discípulos”, explica Rodrigo.

Por sua vez, o padre ressalta que, no dia seguinte, chamado Sexta-Feira da Paixão, não há missa em lugar nenhum. Acontece uma ação litúrgica da Paixão de Cristo em que se reza e celebra o momento da morte do Senhor, além da Procissão do Senhor Morto, onde as pessoas podem sentir este momento de dor na humanidade em decorrência da morte do filho de Deus.

“Já no sábado, voltamo-nos para a Virgem Maria através do silêncio, oração e espera. À noite, fazemos a Vigília Pascal; alguns chamam Sábado de Aleluia, mas não existe isso porque o Aleluia é no domingo. O correto é Sábado Santo, pois há a expectativa da Ressurreição. E, por fim, celebramos o Domingo de Páscoa por excelência, comemorando Cristo ressuscitado, que venceu a morte e está vivo em nosso meio”, acrescenta Rodrigo Rios.

Quanto ao sentido geral deste tempo litúrgico, o padre salienta que a Semana Santa é a maior de todas as semanas e a mais importante, pois, nela, aconteceram os eventos fundamentais para a fé cristã. Ele pontua que, “se Cristo não tivesse ressuscitado, vã seria a fé. Através desses eventos, os fiéis são santificados, remidos e salvos por Nosso Senhor”.

“A igreja católica orienta os fiéis a viverem a semana de uma forma intensa e oracional. Tem gente que quer tirar folga na Semana Santa, mas este momento não é de lazer, de folga, de feriado; é uma semana em que vivenciamos com intensidade os sofrimentos de Cristo e a sua ressurreição. Portanto, a Igreja pede que a gente evite estragar as coisas, exagerar, perder o tempo com futilidades. Além disso, a Sexta-Feira Santa é dia de jejum e abstinência de carne”, complementa Rodrigo.

SEMANA SANTA

DOMINGO DE RAMOS – 14/04

8h – Procissão de Ramos, saindo da Igreja São Gonçalo

TERÇA-FEIRA SANTA – 16/04

17h – procissão do encontro:

(Homens) Imagem do Senhor dos Passos, saindo da igreja dos Martírios,

(Mulheres) Imagem de nossa Senhora das Dores, saindo da igreja de São Benedito.

 

Encontro no comércio e missa de encerramento.

QUARTA-FEIRA SANTA – 17/04

19h – Ofício das trevas

QUINTA-FEIRA SANTA – 18/04

9h – Missa do Crisma

19h – Missa do Lava-Pés, logo após, transladação do Santíssimo para a Igreja do Rosário

SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO – 19/04

12h – Oficio da Agonia

15h – Celebração da Paixão, logo após, procissão do Senhor morto pelas ruas do Centro

SÁBADO SANTO – 20/04

19h – Vigília Pascal

DOMINGO DE PÁSCOA – 21/04

9h e 17h – Santa Missa

PAIXÃO

A Igreja aproveita o momento para encenar a Paixão de Cristo, envolvendo diversas pessoas tomadas por personagens que viveram a época de Cristo.

Confira, abaixo, a programação em algumas locais da capital e interior:

– Conjunto José Tenório, Serraria: 10ª edição, no dia 16 de abril, a partir das 19h30. A encenação será iniciada na entrada do Conjunto José Tenório, percorrendo as principais ruas e sendo encerrada na Igreja Matriz. Cerca de 250 pessoas estão empenhadas no evento. A entrada é gratuita. Contato: 99801-7786.

– Santa Luzia do Norte: 29° temporada, de 18 a 20 de abril. (Entrada franca. Pode levar um 1 kg de alimento não perecível). O espetáculo acontece às 20h e conta com a presença de 200 participantes. Contato: 8876-5812 – Daniel Fidelis.

– Farol, teatro do Colégio Marista: 13 de abril, às 19h30. Ingressos à venda no local. Contato: Dayse (4009-2773).

– Benedito Bentes (Praça Padre Cícero): 20 e 21 de abril, às 19h30. Ao todo, 35 personagens. Entrada: 1 kg de alimento não perecível. Contato: 99934-4929.

– Jatiúca (Igreja Divino Espírito Santo): 12 de abril, às 19h. 50 personagens. Contatos: 993372549 – João Lucas e 994447061 – Fernando. Evento gratuito.

– São Miguel dos Campos (Praça de Eventos): 23ª edição, 19 e 20 de abril, às 20h. 170 atores. Entrada gratuita.

– Roteiro (estádio de futebol): 21 de abril, 20h. Entrada gratuita.

– Palmeira dos Índios (Alto da Serra do Goiti, próximo à estátua do Cristo Redentor): durante os três dias, às 19h30. 140 atores envolvidos.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>