14 jul, 2019
Deputado do PT acusa Bolsonaro de crime de pirataria

Um post publicado no Twitter oficial do presidente Jair Bolsonaro neste sábado causou grande polêmica nas redes sociais neste final de semana. A conta publicou um trecho do documentário ‘O processo’, de Maria Augusta Ramos, como se fosse um “vídeo vazado” com “pessoas do mal, inimigas da democracia e liberdade”, sugerindo uma reunião do que seria o Foro de São Paulo, amplamente atacada pela direita nos últimos anos.

Foto: Adriano Machado / Reuters

O trecho publicado pela conta oficial de Bolsonaro mostra um momento em que Gilberto Carvalho, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, cita erros recentes do PT, em reunião que teve as presenças de, entre outras figuras, a deputada federal e hoje presidente nacional do partido Gleisi Hoffmann, e o ex-senador Lindbergh Farias.

“Fica difícil você falar em comunicação com o povo, quando você não fala com o povo a não ser em momentos eleitorais ou pelo carisma do presidente (Lula)”. Em outra parte, Gilberto diz: “É inegável que nós, de alguma forma, facilitamos a estrada deles através de erros graves… Tudo isso eu acho que faz parte de um processo, que não é de autoflagelo, mas é de ter a clareza de romper com os nossos erros”.

A divulgação irritou boa parte de políticos de esquerda, incluindo Paulo Pimenta, que vê o ato como “mentira” e “crime de pirataria, previsto no artigo 184 do Código Penal, com pena de prisão de 3 meses a 1 ano”.

Fonte: Terra

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>