30 ago, 2019
Patrícia Leal tem 27 anos, apaga o fogo e acende as chamas

Patrícia vive em Copacabana, Zona Sul do Rio

Quando a bombeira é bonita, então, causa mais estranheza ainda — afirma.

Para ela, o sucesso nas redes sociais pode ser explicado pela admiração das pessoas por seu ofício, mas admite que seu charme e o fato de ser uma mulher numa corporação com predominância masculina também têm uma parcela de culpa.

— As mulheres combatentes despertam a admiração das pessoas. Acho que não estão acostumadas a nos ver nessa posição. Quando vou combater incêndios, por exemplo, tem gente que fica surpresa. Acham que só exercemos funções administrativas, internas.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>