Sindpol denuncia projeto do governo que visa enfraquecer os sindicatos em AL

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) denunciou à imprensa, nesta sexta-feira (26), que o Governo do Estado encaminhou um ante projeto de lei à Procuradoria Geral do Estado (PGE), com o objetivo de enfraquecer e inviabilizar o funcionamento dos sindicatos no estado.

Geral

Presidente do Sindpol diz que proposta quer inviabilizar economicamente as entidades sindicais
FOTO: Ascom Sindpol

Governo encaminhou anteprojeto de lei que força sindicato a pagar remuneração de diretores à disposição

TNM/Por Jamylle Bezerra, com Assessoria

MATÉRIAS RELACIONADAS

Covid-19: Maceió pode avançar para a fase laranja em 1º de julho, diz governo

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) denunciou à imprensa, nesta sexta-feira (26), que o Governo do Estado encaminhou um ante projeto de lei à Procuradoria Geral do Estado (PGE), com o objetivo de enfraquecer e inviabilizar o funcionamento dos sindicatos no estado.

De acordo com o Sindpol, o anteprojeto prevê a retirada da folha de pagamento os dirigentes sindicais que são servidores públicos e estão à disposição do sindicato e da categoria que representam.

Com a proposta sendo aprovada, os sindicatos terão que ressarcir a remuneração dos diretores à disposição. Somente no Sindpol, que tem seis diretores à disposição da categoria, o incremento na despesa seria de R$ 50 mil ao mês.

O presidente do Sindpol, Ricardo, Nazário, afirma que o objetivo do Governo do Estado é inviabilizar economicamente as entidades sindicais dos servidores públicos.

Diante disso, os sindicatos que seriam afetados já começam a se mobilizar contra a proposta, que já teve parecer favorável na PGE. É importante ressaltar que muitos sindicatos têm receita baixa e passam por dificuldade financeira.

O anteprojeto segue para o Gabinete Civil e poderá ser enviado à Assembleia Legislativa.

 

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: