Covid-19: SMS registra queda de atendimento nas unidades sentinelas

Das quatro unidades, a de Jacarecica foi a que apresentou maior queda no número de atendimentos, saindo de 599 na 3ª semana, para 256 na 4ª, o que representa uma queda de 57,3%.

Maceió

As quatro unidades tiveram queda média de 31,7% na última semana
FOTO: Ascom SMS

Entre a 3ª e 4ª semana de junho, atendimento caiu 31,7%

TNM/Por Luan Oliveira, com assessoria

MATÉRIAS RELACIONADAS

Sem coronavírus, Taiwan é único país do mundo a realizar Parada Gay nos 50 anos

Mais um policial da reserva morre após infecção pelo novo coronavírus
As quatro unidades sentinelas da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Maceió, voltadas para atendimento de casos leves de síndrome gripal, registraram uma queda de 31,7% no número de atendimentos na última semana de junho, segundo a pasta municipal.

Localizadas no Graciliano Ramos, Santa Amélia, Novo Mundo e Jacarecica, as quatro Unidades de Referência em Síndrome Gripal realizaram 2.215 atendimentos, na 3ª semana do mês de junho. Já na quarta semana deste mês, o número caiu para 1.513.

Das quatro unidades, a de Jacarecica foi a que apresentou maior queda no número de atendimentos, saindo de 599 na 3ª semana, para 256 na 4ª, o que representa uma queda de 57,3%.
“Nós estamos observando essa tendência de queda no número de atendimentos, mas ainda não é momento de comemorar. Precisamos continuar nos cuidando.

Para isso, nossos profissionais e unidades estão capacitados e prontos para receber os usuários nos primeiros sintomas da doença”, reforça o secretário municipal de Saúde, José Thomaz Nonô.

Funcionamento

As unidades funcionam todos os dias, das 7h às 19h, e contam com salas de triagem, atendimento médico, observação, de procedimentos e medicação, farmácia, testagem e coleta, além de fazer encaminhamentos para a realização de exames de Raio X, Eletrocardiograma e Tomografia.

Há ainda uma sala para a equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que controla as notificações de casos da Covid-19.

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: