Bolsonaro tenta desfazer imagem de presidente motosserra

Ele tenta agora dizer que houve um mal-entendido; que ele nunca estimulou as queimadas na Amazônia, mas os fatos desmentem o presidente, que precisa urgentemente desfazer a imagem que ele próprio criou, de o presidente motosserra

Blog do Bob

O presidente Jair Bolsonaro demorou para entender que a política da motosserra estimulando o desmatamento da Amazônia e a matança de índio, teria um preço altíssimo para o país.

TNM/Roberto Villanova

Ele tenta agora dizer que houve um mal-entendido; que ele nunca estimulou as queimadas na Amazônia, mas os fatos desmentem o presidente, que precisa urgentemente desfazer a imagem que ele próprio criou, de o presidente motosserra.
Não será fácil.
O preço que o país vai pagar, devido a esses posicionamentos do presidente na contramão do mundo civilizado, pode ser altíssimo e Bolsonaro precisa demonstrar um arrependimento convincente, além de promover uma radical mudança de orientação na questão ambiental.
Esse é apenas mais um problema grave para o governo enfrentar no pós-pandemia causada pelo coronavírus, porque o agronegócio, carro-chefe da economia brasileira, está seno ameaçado de boicote.
Numa tentativa de afagar o Mercosul, que antes ele dizia que não valia nada e que o Brasil não iria participar, Bolsonaro mandou uma mensagem conciliadora e disse que havia um “mal entendido” sobre seus posicionamentos em relação à Amazônia.
Mas, não há mal entendido nenhum e Bolsonaro sabe disso, porque foi sempre claro e direto nas suas ações, perseguindo e demitindo quem cuidava e defendia o meio-ambiente, e apoiando e nomeando quem vai no sentido contrário, ou seja, os que defendem a motosserra, os que combatem a política de defesa dos povos indígenas e de preservação ambiental.
E enquanto o Ricardo Salles for mantido no Ministério do Meio-Ambiente, será impossível Bolsonaro se fazer acreditar perante a comunidade internacional. Não basta o presidente dizer que há um mal entendido, quando o mundo entendeu muito bem as posições e os recados que o governo brasileiro deu ao mundo estimulando a destruição da Amazônia.

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: