Queda no número de infectados em agosto pode marcar virada do Brasil

O mês começou com 731,2 mil pessoas infectadas e chegou a 818,5 mil, mas termina com 689 mil, queda de 5,8% em relação ao início do mês e impressionantes 16% comparado ao pico.

Número de recuperados de covid-19 cresceu 57% mais rápido que casos ativos

Mês foi o primeiro a se encerrar com menos casos do que começou

Agosto pode ser marcado como o mês da virada do Brasil, na pandemia do coronavírus, e o primeiro a encerrar com menos casos que o anterior.

Gráfico indica quando a pandemia pode acabar no Brasil

O mês começou com 731,2 mil pessoas infectadas e chegou a 818,5 mil, mas termina com 689 mil, queda de 5,8% em relação ao início do mês e impressionantes 16% comparado ao pico.

A previsão é que a tendência de queda das últimas três semanas seja mantida até chegada da vacina. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A média de mortes pelo vírus despencou 19% em agosto, de 1.060 para 860, o menor número desde meados de maio.

A virada começou a se confirmar na segunda quinzena do mês quando os novos casos começaram a ser superados pelas pessoas curadas.

O achatamento da curva no Brasil é traduzido pelo jornalismo funerária de “paramos no pico”. Nos EUA, foram 18 dias acima de 2 mil óbitos.

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: