Doria afirma que primeiras doses da Coronavac chegam em uma semana

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prevê que as primeiras doses da vacina Coronavac chegarão ao Brasil em até uma semana.

Metrópoles
TNM/Por Fabio Vieira/Metrópoles

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), prevê que as primeiras doses da vacina Coronavac chegarão ao Brasil em até uma semana.

A importação da vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa ) e está prevista no acordo fechado com o Instituto Butantan.

“Os primeiros seis milhões de doses chegarão até mais tardar na segunda-feira (2/11) em voo a São Paulo”, afirmou o governador João Doria, em coletiva, nesta segunda-feira (26/10). Para que o imunizante seja aplicado, no entanto, é preciso aguardar o registro da Anvisa.

O acordo entre o Butantan e a Sinovac prevê ainda a produção local, até dezembro, de outras 40 milhões de doses do imunizante no Brasil. A fabricação pelo instituto depende da liberação de importação de insumos da China, o que ainda não foi autorizado pela agência reguladora.

“As outras 40 milhões de doses serão produzidas a partir de insumos que ainda esperam manifestação da Anvisa para que o Butantan possa produzir a vacina. Produzir a vacina não significa que vamos aplicar a vacina sem autorização da Anvisa, mas acelera o processo”, afirmou.

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: