‘Sempre é possível recomeçar’, diz Papa em Vigília de Páscoa

Celebração reuniu público reduzido na Basílica de São Pedro

Vigília de Páscoa do papa Francisco no Vaticano

Vigília de Páscoa do papa Francisco no Vaticano

Foto: EPA / Ansa – Brasil

Celebração reuniu público reduzido na Basílica de São Pedro

O papa Francisco celebrou neste sábado (3), na Basílica de São Pedro, no Vaticano, a Vigília Pascal, que acontece todos os anos na noite anterior à data que marca a ressurreição de Jesus Cristo na tradição católica.

SAIBA MAIS

Em sua homilia, o pontífice voltou a mencionar a pandemia do novo coronavírus, que já infectou 130 milhões de pessoas e deixou pelo menos 2,8 milhões de mortos em todo o mundo, e disse que “sempre é possível recomeçar”.

“Sempre há uma nova vida que Deus é capaz de fazer recomeçar em nós, apesar de todos os nossos fracassos”, declarou. Segundo o Papa, é possível construir uma “obra de arte” a partir dos “escombros de nosso coração” e levantar uma nova história a partir dos “fragmentos ruinosos de nossa humanidade”.

“E nesses meses sombrios de pandemia, ouçamos o Senhor ressuscitado que nos convida a recomeçar, a nunca perder a esperança”, acrescentou. Jorge Bergoglio ainda pediu para os fiéis “abrirem novos caminhos onde parece não haver nenhum” e seguirem “contra a maré em relação ao que já foi visto”.

“Mesmo que tudo pareça perdido, por favor, abra-se com estupor à novidade”, disse. Assim como as outras celebrações da Semana Santa, a Vigília Pascal aconteceu com presença reduzida de público devido à pandemia do novo coronavírus.

Além disso, a missa foi antecipada para 19h30 (horário local), uma hora e meia mais cedo que o habitual, para respeitar o toque de recolher noturno vigente na Itália das 22h às 5h.

Já neste domingo (4), Francisco celebra a missa de Páscoa e a sempre aguardada bênção “Urbi et Orbi” (“À cidade e ao mundo”), na qual ele aborda as principais crises da atualidade.

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: