Após suspeita de fraude em concurso, comandante-geral da PM diz que confia na PC e na SSP

O militar destacou ainda que a corporação apenas tem participação a partir da fase de entrega da documentação.

O coronel Wellington Bittencourt, comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas emitiu nota na tarde desta terça-feira, dia 14, a respeito das denúncias de fraude registradas no concurso público da Polícia Militar.

No documento, o comandante destacou que diante das informações veiculadas sobre uma possível fraude no concurso público que oferta vagas para soldado e oficial da PMAL, que a instituição não participa da fase inicial do certame e que a coordenação, elaboração, execução e correções das provas objetivas, bem como exames físicos e psicotécnicos, ficam a cargo e gestão da empresa organizadora, neste caso a Cebraspe.

O militar destacou ainda que a corporação apenas tem participação a partir da fase de entrega da documentação.

A PMAL destaca que confia plenamente nas investigações conduzidas pela SSP e Polícia Civil, e espera que os fatos sejam em breve esclarecidos, e resolvidos conforme a legislação em vigor, concluiu a nota.

 

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: