Por que Brasília quer acabar com o Ministério Público?

Uma imensa maioria da população enfrenta dificuldades econômicas, educação de péssima qualidade, problemas de segurança, serviços precários. Ou seja, o que não falta ao Brasil são problemas.

IstoÉ

Lira quer mudar atuação do Ministério Público Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Lira quer mudar atuação do Ministério Público Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

No Brasil real, as pessoas passam fome e brigam por ossos na fila do açougue. Têm dificuldades para abastecer seus carros porque o combustível está caro demais. Sofrem para que o salário dure até o fim do mês.

Uma imensa maioria da população enfrenta dificuldades econômicas, educação de péssima qualidade, problemas de segurança, serviços precários. Ou seja, o que não falta ao Brasil são problemas.

TNM/Pr Felipe Machado

No entanto, qual é a discussão principal, o assunto que toma conta de Brasília há semanas? O tema mais importante que os deputados têm para resolver? Fome? Inflação? Desemprego? Não: a PEC do Ministério Público.

O tema é muito chato, por isso vou resumir: o presidente da Câmara, Arthur Lira, líder do Centrão e deputado do PP por Alagoas, quer de qualquer jeito mudar a forma de atuação do Ministério Público, um órgão que investiga… os próprios membros do Congresso. O projeto é do deputado Paulo Teixeira, do PT. Surpreso? Eu não. Em assuntos dessa natureza (salvar a própria pele e impedir as investigações), o PT e o Centrão votam sempre juntos. Por quê? Porque Brasília é assim. Todos os seus moradores são honestos, mas odeiam quando alguém começa a investigar uma coisa aqui e outra ali.

Essa PEC vergonhosa tem várias funções, todas que beneficiam apenas eles mesmos: querem apontar o corregedor-geral que investiga os integrantes do MP, escolher os membros do Conselho Nacional do Ministério Público e mudar a função desse colegiado. Só isso. Em outras palavras: deputados e senadores querem ter poder sobre os integrantes do Ministério Público que os investigam.

Gente passando fome? Ninguém está nem aí. Desemprego? Cada um com seus problemas. O que importa para os políticos em Brasília é fazer o que eles estão acostumados a fazer, mas sem ninguém investigando. Ué, mas investigar eventuais desmandos não é exatamente a função do Ministério Público? Ser um representante da sociedade para conter os abusos do Poder Legislativo? Teoricamente, sim. O problema é que a capital federal não funciona na base da teoria, mas da prática. Há motivos demais investigar os moradores de Brasília, e isso eles não podem aceitar. Afinal, essa gente mora fora do Brasil – mesmo vivendo às custas do dinheiro dos brasileiros

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: