Macron dissolve Parlamento e convoca novas eleições após derrota

A decisão foi divulgada após o anúncio dos resultados das eleições europeias, no qual o seu partido foi derrotado pela sigla de sua rival Marine Le Pen, política populista de extrema direita.

MUNDOPresidente francês fez anúncio em pronunciamento à nação Foto: Ansa

Líder francês perdeu para Le Pen nas eleições europeias

TNM/Por Marcio Gomes

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou neste domingo (9) a dissolução do Parlamento e convocou novas eleições em dois turnos, para 30 de junho e 7 de julho.

A decisão foi divulgada após o anúncio dos resultados das eleições europeias, no qual o seu partido foi derrotado pela sigla de sua rival Marine Le Pen, política populista de extrema direita.

“A França precisa de uma maioria clara para agir com serenidade e harmonia”, declarou ele em uma mensagem histórica à nação após a vitória dos nacionalistas do Rassemblement National no pleito para renovar o Parlamento Europeu.

Em seu pronunciamento, Macron enfatizou que a ascensão dos nacionalistas é um perigo tanto para a França quanto para a Europa. “O resultado das eleições da União Europeia não é bom resultado para o meu governo”, acrescentou.

Por fim, ele disse que decidiu “devolver-vos a escolha do nosso futuro parlamentar através da votação”. “Estou, portanto, dissolvendo a Assembleia Nacional”.

Le Pen já havia destacado que “o povo francês enviou uma mensagem muito clara ao poder” de Macron ao colocar o seu partido em um nível histórico. Para ele, o governo do atual presidente da França está a desintegrar-se.

“Só posso saudar esta decisão. Estamos prontos para governar se os franceses quiserem nos dar a sua confiança nestas novas eleições”, celebrou a líder de extrema direita após a dissolução da Assembleia Nacional por Macron.

Veja também: