Testes comprovam que vacina de Oxford tem quase 100% de eficácia, diz Fiocruz

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindande está muito otimista com os resultados dos testes que estão sendo realizados com a vacina de Oxford. “Tudo que temos acompanhado nos traz expectativas, especialmente porque os resultados da fase 2 de testes mostrou que a eficácia da vacina de Oxford é próxima de 100% com duas doses”.

Nísia Trindande está muito otimista com resultados da vacina contra o coronavírus

A presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindande está muito otimista com os resultados dos testes que estão sendo realizados com a vacina de Oxford. “Tudo que temos acompanhado nos traz expectativas, especialmente porque os resultados da fase 2 de testes mostrou que a eficácia da vacina de Oxford é próxima de 100% com duas doses”.

A vacina contra a Covid-19, produzida pelo laboratório AstraZeneca e Universidade de Oxford, está na terceira fase das pesquisas, mas apesar dos ótimos resultados, não existe  uma data definida de quando a vacina estará disponível para a população.

Nísia falou que a expectativa é que o Brasil receba as primeiras remessas entre os meses de dezembro e janeiro.

O acordo da Fiocruz com Oxford garante a independência brasileira na produção da vacina já que será enviada para o Brasil a tecnológica do medicamento.

Para a presidente da fundação o maior legado deste acordo será a melhoria da estrutura do laboratório da Fiocruz de Bio-Manguinhos. “Vamos investir na Bio-Manguinhos para estar aptos a ter essa nova tecnologia de vacina. É uma plataforma de futuro que estamos incorporando ainda em desenvolvimento”.

Nesta quinta-feira (06), o  presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que libera R$ 1,9 bilhão para que a Fiocruz possa dar início à produção da vacina.(Com informações CNN)

Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Veja também: