4 jan, 2018
Governo do Estado lança Programa Ronda no Bairro

072b3047-fbe0-4ec3-9696-5ef61db18561Programa Ronda no Bairro pretende acabar com assaltos nas ruas de Maceió

Foto: Bruno Levy/CadaMinuto7d5429c8 2e6d 42b7 9bb7 2d017858f83e Programa Ronda no Bairro foi lançado no Jacintinho
 

 

 

Um programa de prevenção e combate à violência para Alagoas foi lançando nesta quinta-feira (04) pelo Governo do Estado e tem como proposta  reforçar a segurança e possibilitar a aproximação dos policiais militares com a população nos bairros da capital.

Durante o lançamento, no bairro do Jacintinho, o governador Renan Filho afirmou que principal objetivo do ‘Ronda no Bairro’ é combater o crime de rua. “Queremos acabar com assaltos nas ruas, casas, estabelecimentos e o tráfico de drogas”.

Inicialmente, o programa será testado no bairro do Jacintinho e em breve vai se expandir para os bairros do Benedito Bentes, Tabuleiro dos Martins, Jatiúca, Avenida, Pajuçara, Ponta Verde e Jacarecica.

Renan Filho afirmou que o mesmo modelo foi adotado na cidade americana de Nova York e rendeu bons resultados. Com o programa, as comunidades contarão com a maior presença dos policiais, que além de fazer rondas, irão estabelecer uma linha de diálogo com comerciantes e moradores para conhecer de perto os problemas.

Programa conta com policiais de folga e da reserva (Foto: Bruno Levy/CadaMinuto)

O programa vai contar com um trio de policiais que vai filmar as ações, conversas com moradores e registrar tudo. “Para que ele funcione, vamos convocar policiais da reserva da PM e atuar com policiais contratados nos dias de folga, ele vão ganhar R$ 160 a mais por dia o que totalizada pouco mais de mil reais”, informou Renan.

A tropa será dividida em trios de patrulhamento, compostos por um militar da reserva e dois da ativa, nas seguintes modalidades: a pé, de moto e de bicicleta, em dois turnos de serviço diários, das 6h30 às 14h30 e das 14h30 às 22h30. Todas as abordagens realizadas pelas patrulhas devem ser filmadas e armazenadas num servidor do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec).

Retirados da lista     

A convocação dos aprovados no concurso da Polícia Civil tem provocado uma confusão depois que mais de 30 nomes foram retirados da lista de convocação publicada no Diário Oficial do Estado. Nesta quinta-feira (04), será a primeira aula inaugural para a fase de preparação física.

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) tem promovido uma mobilização junto com os “desconvocados” para pedir a convocação total dos 93 candidatos. A confusão se deu depois que a Direção da Polícia Civil publicou uma relação de convocação com 93 nomes e no dia seguinte fez a retificação publicando apenas 61.

Essas pessoas que ficaram de fora acionaram a Defensoria Pública do Estado para garantir o acesso às etapas finais do concurso e aguardam convocação.

Renan ressaltou que a intenção do Governo é de convocar o máximo possível dos remanescentes que a lei permite, mas informou que não pode “não seguir o que a Procuradoria Geral do Estado decide porque a PGE é quem garante a legalidade”. “O número máximo permitido pela lei foi convocado”, finalizou Renan.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>