O ex-ministro do Turismo, Marx Beltrão (MDB) – que retorna ao cargo de deputado federal – confiou no MDB do senador Renan Calheiros e do governador Renan Filho até onde pode.

Lá atrás, quando Beltrão já ensaiava a mudança de sigla para viabilizar sua candidatura ao Senado Federal, o partido comandado por Renan Calheiros em Alagoas chegou a soltar uma nota dizendo que a vaga de Marx Beltrão no processo eleitoral estava garantida.

Mas, nunca foi assim…

Renan Calheiros sempre organizou o tabuleiro do xadrez ao ponto de não ter ameaças – ou pelo menos tirar de cena as que conseguir – a sua candidatura ao Senado Federal. Marx Beltrão sempre soube disso. Estava em um MDB dividido por diversos motivos. Um deles: Beltrão é um aliado do presidente Michel Temer (MDB). Renan Calheiros passou a ser um crítico ferrenho.

O fato é que, quando o Palácio República dos Palmares fechou aliança com o ex-ministro dos Transportes e deputado federal Maurício Quintella Lessa (PR), não havia mais espaço para Beltrão. O ex-emedebista, que sempre soube da necessidade de um plano B, ingressou em uma sigla que já era comandada por ele sem qualquer segredo: o PSD.

Beltrão, com isso, trabalha para formar um bloco que dê sustentação a sua candidatura ao Senado. Os diálogos já existem e podem incluir até o senador Fernando Collor de Mello (PTC). Marx Beltrão – conforme bastidores – busca uma chapa com PRB, PSC, PHS, Solidariedade, Podemos e o conjunto de partidos ligados a Collor: PTC, PSDC e PEN.

Deste grupo, tirar os nomes para o governo do Estado de Alagoas, deputado federal e deputado estadual.

Oficialmente, ao deixar o MDB, Marx Beltrão – por meio da assessoria de imprensa – encaminhou palavras de agradecimento à antiga legenda, afirmando que construiu toda a sua trajetória política por lá. “Por isso, meu agradecimento é profundo e sincero a todos os pares e companheiros do MDB”, pontua.

“Agora, pré-candidato ao Senado da República, filiado ao PSD para dar sequência a um projeto político voltado para o Estado de Alagoas e para o país, assumindo mais um desafio pela renovação, sigo à disposição de todos, sempre na luta por justiça, inclusão social, geração de emprego e renda, além de melhores oportunidades de vida para todos”, conclui Marx Beltrão.

Beltrão sempre foi cauteloso nas declarações. Mas, há sim arestas com a antiga casa…se superadas ou não, a campanha dirá…