O MSC Seaview irá chegar ao Rio de Janeiro trazendo suas 154 mil toneladas capazes de transportar 5.331 passageiros para a costa brasileira

Temporada de cruzeiros no Brasil terá maior navio da história

TNM/Da redação

Com a chegada do verão no hemisfério sul, os grandes cruzeiros europeus começam a sua peregrinção de cruzar o atlântico para chegar as Américas, onde operarão da Florida até a patagônia, passando por Caribe e América Central durante dezembro, as festas de final de ano e os primeiros meses de 2019. Nesse movimento, o Brasil irá receber o maior cruzeiro a operar na costa do País, o MSC Seaview.

O navio irá fazer a travessia transatlântica de Marselha até o Rio de Janeiro a partir de 17 de novembro, trazendo suas 154 mil toneladas capazes de transportar 5.331 passageiros para a costa brasileira. Para efeito de comparação, o segundo maior cruzeiro do verão é o MSC Fantasia, que carrega 1.000 passageiros a menos.

O Seaview começa suas viagens no Rio e depois vai para Santos, onde iniciará sua primeira viagem nacional, a partir de 7 de dezembro. Ele também terá roteiros que passarão por Santa Catarina, sudeste e nordeste, partindo de Salvador ou Santos. Os pacotes variam de 3 a 14 noites. Para receber um maior volume de passageiros, os portos que receberão o Seaview passaram por preparações especiais.

Em relação a temporada passado de cruzeiros, a 2018/19 terá 15% mais vagas apesar do mesmo número de embarcações – três da MSC, dois da Costa Cruzeiro e um da Pullmantur. O aumento é explicado pelo prologamento da temporada e um maior número de viagens por navio. No total, 499 mil passageiros viajarão de cruzeiro pela costa brasileira entre novembro e março.

O fim da temporada de cruzeiros terminando no terceiro mês do ano é uma novidade, e a expectativa da indústria é que no próximo ano essa data se estenda até abril.

A temporada não terá novas escalas. Testadas no ano passado, as paradas em Balneário Camboriú e Porto Belo, em Santa Catarina, foram bem-sucedidas e entram com mais força nos roteiros, que ainda contam com as tradicionais paradas em búzios, Salvador e Rio de Janeiro.