6 jun, 2019
PINHEIRO: “Essas coisas não se resolvem por ofício”, diz secretário

Edivaldo Júnior

Se depender do chefe da Casa Civil do governo de Alagoas, os problemas que afetam os moradores do Pinheiro e outros bairros de Maceió atingidos pela mineração de sal-gema, serão discutidos e encaminhados por um grupo de trabalho.

“Acredito que devemos juntar todo mundo para resolver de forma objetiva essa situação”, aponta Fábio Farias.

O secretário nega tenha intenção de juntar “na mesma mesa” o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) e o governador Renan Filho (MDB) para tratar da questão.

Na sexta-feira, 31, um ofício do prefeito endereçado ao governador ganhou ampla repercussão na imprensa local.

Palmeira pede, literalmente, ajuda do governador para ações nos bairros atingidos pela mineração e alega que “de fato, a administração municipal vê-se incapaz de ofertar, sozinha, as soluções necessárias à resolução da problemática enfrentada pela comunidade local. O Estado de Alagoas tem muito a colaborar com o plano”.

Fábio Farias evita comentar questões políticas ou eleitorais que estariam dificultando ações conjuntas entre governo e prefeitura, mas adianta que se depender dele será criado um grupo de trabalho reunindo representantes da União, Estado e Município.

“Esta não é uma questão para ser tratada por ofício. O Estado já vem trabalhando nisso. Já executamos diversas ações. Temos que juntar todos numa mesa de trabalho única com o governo federal participando inclusive. Esse grupo deve contar também com a participação de outros setores envolvidos, a exemplo da Federação das Indústrias. A partir daí vamos encaminhar de forma objetiva as soluções conjuntas, com o Estado cumprindo com suas obrigações como vem sendo feito”, pondera.

Leave a comment

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>