Brasil

Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, rebateu as críticas feitas pelo ministro Paulo Guedes ao relatório feito pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) para a reforma da Previdência, segundo o jornal O Estado de S. Paulo.

Crédito:  Marcelo Camargo/Agência Brasil
O ministro da Economia não gostou da retirada do modelo de capitalização do texto, gerando desconforto entre os parlamentares.

“Na democracia, a coisa mais bonita é respeitar adversário. Guedes falhou nisso”, disse o deputado, nesta sexta-feira (14), em São Paulo. “Infelizmente, Guedes passa a ser um ator dessas crises do governo. Quem fez transição que beneficiou corporações foram Guedes e Bolsonaro”, completou.

“É triste ver o ministro fazendo isso, sabendo do esforço pela reforma. O governo é uma usina de crise”, disparou Maia. “Pergunto a Guedes: por que a proposta de transição para militares é mais leve do que a de Moreira?”, encerrou o presidente da Câmara fazendo uma provocação.